O cara que escreve aqui se chama Francisco Slade. Um cara aí. Se quiser falar com ele, é só clicar no nome. E, sim, Slade é nome mesmo.









Livros publicados

Esse é meu primeiro romance, Domingo.




Também tô na antologia Paralelos:

0




Para ler também

A menina no deserto
Recheio de quê?
Malandro é o gato
Prosa Caotica
Wry
Pariscope Blues
Encefalopsia
Suum cuique
moca
Verborrágica
bináriogeral
ainda ela
Natureza complicada
mundoestranho
Paralelos


Arquivos




This page is powered by Blogger.

















Seu dinheiro de volta!

26.4.03  

Será que criatura sobrevive sem o criador? Saber, eu não sei, mas sempre achei que sim. Hoje descobri por acaso:a bíblia afirma que não. Não! Como diabos alguém pode acreditar num livro que diz isso, que nega a si próprio? Não é justamente esse seu maior mérito, o da bíblia? Pra não falar de, sei lá, Bloom, Mersault, Bardamu, Sorel, o próprio Ulisses, saqueador de cidades; Monalisa, Davi, pato Donald, Batman. E pra não falar também em Shakespeare. Há tanto a dizer que eu fico até com preguiça, contudo, queria desenvolver mais, chegar mais linearmente em: a bíblia é um grande livro, só que as pessoas não entendem muito que o protagonista do troço é o Homem; Deus [e aqui escrevo assim por que nome próprio é com caixa alta] é um personagem muito muquirana pra isso. E prestem atenção: eu não tô falando de religião; o assunto é literatura.



Depois, pensando bem, eu cheguei à conclusão de que a bíblia tá certa. Se pensarmos na figura do criador de forma mais abrangente – a raça humana – enxergaremos que realmente nenhum desses personagens, dessas obras, prescinde do Homem e que, ainda que existissem fisicamente após o fim deste, não seriam que pedras, objetos mortos. Ainda assim, o enfoque bíblico é errado: Deus é que não existiria sem o Homem. Continuo sem falar em religião, mas agora, além de literatura, é matemática.


posted by franciscoslade 2:46 AM