O cara que escreve aqui se chama Francisco Slade. Um cara aí. Se quiser falar com ele, é só clicar no nome. E, sim, Slade é nome mesmo.









Livros publicados

Esse é meu primeiro romance, Domingo.




Também tô na antologia Paralelos:

0




Para ler também

A menina no deserto
Recheio de quê?
Malandro é o gato
Prosa Caotica
Wry
Pariscope Blues
Encefalopsia
Suum cuique
moca
Verborrágica
bináriogeral
ainda ela
Natureza complicada
mundoestranho
Paralelos


Arquivos




This page is powered by Blogger.

















Seu dinheiro de volta!

18.7.03  

A BOLA CHUTOU O MENINO



Vamos fazer de conta que você é uma criança. Na sua casa, você tá sempre sozinho. Como todo mundo, você gostaria que seus pais tivessem por perto pra te dizer certas coisas. Mas eles não tão e tudo que você tem são lembranças deles falando outras coisas que você queria poder parar de ouvir. Você é uma criança. Na sua casa tem muitos brinquedos; algumas vezes você acorda e eles tão todos lá e tudo que você tem que fazer é brincar com eles, inventar o que te der na telha; noutras, eles somem e não há o que te faça achá-los. Você pensa que talvez eles nunca mais voltem. Nunca nenhum adulto, mas, de vez em quando, aparecem outras crianças pra brincar. Só que elas nunca ficam muito tempo na sua casa – mesmo aquelas das quais você gosta; eu acho que elas não entendem seus brinquedos, os acham esquisitos demais. E você acaba brincando sozinho de novo. Torcendo pra que seus brinquedos nunca sumam de vez. Senão o que você vai ficar fazendo nessa casa vazia?


posted by franciscoslade 5:37 AM