O cara que escreve aqui se chama Francisco Slade. Um cara aí. Se quiser falar com ele, é só clicar no nome. E, sim, Slade é nome mesmo.









Livros publicados

Esse é meu primeiro romance, Domingo.




Também tô na antologia Paralelos:

0




Para ler também

A menina no deserto
Recheio de quê?
Malandro é o gato
Prosa Caotica
Wry
Pariscope Blues
Encefalopsia
Suum cuique
moca
Verborrágica
bináriogeral
ainda ela
Natureza complicada
mundoestranho
Paralelos


Arquivos




This page is powered by Blogger.

















Seu dinheiro de volta!

27.4.04  

SÓ POR DIZER



Além de ser bela numa página, de ocasionar construções delicadas e fortes, de ter palavras incríveis e de, mesmo graficamente, ser uma língua bonita, uma das carcterísticas mais fortes do português é a sonoridade.



É embasbacante. Vogais e consoantes na proporção certa, fonemas abertos e fortes, uma língua redonda.



Soma-se a isso a música malemolente que o Brasil acrescentou ao que em Portugal me parece tão marcial e pronto, o português é

um deleite também pros ouvidos.



Simples frases,



O menino abriu a janela

João chutou a bola



Me impresionam sobremaneira.



Não falo japonês, finlandês, russo, alemão e nem um monte de outras línguas, mas me parece que isso não poderia soar tão bem, tão melodioso, em outra língua.


posted by franciscoslade 2:02 PM