O cara que escreve aqui se chama Francisco Slade. Um cara aí. Se quiser falar com ele, é só clicar no nome. E, sim, Slade é nome mesmo.









Livros publicados

Esse é meu primeiro romance, Domingo.




Também tô na antologia Paralelos:

0




Para ler também

A menina no deserto
Recheio de quê?
Malandro é o gato
Prosa Caotica
Wry
Pariscope Blues
Encefalopsia
Suum cuique
moca
Verborrágica
bináriogeral
ainda ela
Natureza complicada
mundoestranho
Paralelos


Arquivos




This page is powered by Blogger.

















Seu dinheiro de volta!

30.11.05  

ASSIM

Pois é. Foi isso.

Agradeço a todos os leitores, os verdadeiros, tanto os 3,62 de ontem e sempre quanto os que me deram a sorte de uma leitura sincera ao longo desses anos de blog; agradeço sinceramente por terem vindo aqui, por terem querido – e agüentado! – rir e chorar com a minha literatura ruim, me ouvir reclamar, fingir não reparar nas raras diarices, não entender bulhufas, e, mais importante, ler. Obrigado por terem lido o que escrevi aqui.

Obrigado sobretudo aos que não vieram aqui procurando minha vida, mas minha estranha literatura. Aos que entenderam todas as vezes em que eu disse que esse espaço era destinado à pesquisa, aos exercícios e experimentos – mesmo quando bobos e inócuos – e à tentativa de achar alguma literarura em mim. Pois tudo se trata disso, ler e escrever. Público e autor.
Não há vida aqui, ou realidade. Só tentativas de buscar qualquer arte.

Contudo, apesar de a experência ter sido ótima – e até por isso –, esse weblog chega ao fim. Feliz e satifeito pelo que foi nesses mais de dois anos de vida. Não foi pouco o que ele e vocês me ensinaram.

Seu corpo continuará aqui. Pra consultas. Quem sabe eu dou sorte e passa por essas paragens algum editor a fim de publicar um dos três livros inéditos que eu tenho prontos?
Ahahaha, eu sei...

Pra contatos, me escrevam no francisco.slade@gmail.com ou no franciscoslade@yahoo.com.

Obrigado.

FIM


posted by franciscoslade 5:12 PM