O cara que escreve aqui se chama Francisco Slade. Um cara aí. Se quiser falar com ele, é só clicar no nome. E, sim, Slade é nome mesmo.









Livros publicados

Esse é meu primeiro romance, Domingo.




Também tô na antologia Paralelos:

0




Para ler também

A menina no deserto
Recheio de quê?
Malandro é o gato
Prosa Caotica
Wry
Pariscope Blues
Encefalopsia
Suum cuique
moca
Verborrágica
bináriogeral
ainda ela
Natureza complicada
mundoestranho
Paralelos


Arquivos




This page is powered by Blogger.

















Seu dinheiro de volta!

2.11.05  

MATEMÁTICA

Um troço qualquer
licoroso
escuro
carmesim
me escorre na alma.

Uma troça
qualquer

,dessas que comem ferro

e também os outros vinte por cento
– isso mais rápido ainda!

(às vezes penso que o problema é que você escuta as músicas rápido demais. falta calma ou atenção? olha, eu já tenho ódio demais aqui, sozinho. mais, não. preciso poder ser o médico de vez em quando. senão eu sufoco. não, você não sabe.)

Não tem mais diferença.

De gota em gota,
a maior parte dela
não tá mais em mim.

A alma derrama na calçada,

a alma
na calçada
.

O mundo avança.
Os homens caminham.
Mas quantos será
que sobre a própria alma?

E quantos é que andam
sobre a minha?


Já nem é mais alma
aquilo,

é calçada.


posted by franciscoslade 4:06 AM