O cara que escreve aqui se chama Francisco Slade. Um cara aí. Se quiser falar com ele, é só clicar no nome. E, sim, Slade é nome mesmo.









Livros publicados

Esse é meu primeiro romance, Domingo.




Também tô na antologia Paralelos:

0




Para ler também

A menina no deserto
Recheio de quê?
Malandro é o gato
Prosa Caotica
Wry
Pariscope Blues
Encefalopsia
Suum cuique
moca
Verborrágica
bináriogeral
ainda ela
Natureza complicada
mundoestranho
Paralelos


Arquivos




This page is powered by Blogger.

















Seu dinheiro de volta!

14.9.06  

E eles se aproximavam mais e mais
– ômeudeus, eles não têm boca!

Como fazem tanto barulho,
esse barulho que faz calar meu coração?

É um motor raivoso e contínuo.
Não há berros,
não há choro,
não há
nada.

Se eu soltasse seus cabelos e te abraçasse com todo amor de que um homem é
capaz
isso ainda não seria nada.
Um dia que tá, outro que não.

Mais esse mutismo que me faz sem tamanho
e não pára de me escapar.

Faz seu mal
mas, mesmo assim,
some
e
o rrrrrrrrrrrrrrrrr do motor.

Continuam se aproximando.


posted by franciscoslade 12:01 AM